O movimento FIRE

Eu já falei muito sobre o movimento FIRE por aqui, mas estou recebendo alguns comentários de pessoas que ainda não conhecem o movimento. É sempre difícil definir um movimento, e eu tento evitar rótulos na minha vida. Rótulos costumam nos prender e parecem trazer limites claros. E o movimento FIRE é acima de tudo um movimento pela liberdade, o que torna contraditório rotulá-lo. Ainda assim, achei válida trazer a minha visão sobre o movimento para ajudar quem ainda está descobrindo essa comunidade tão maravilhosa.

Eu conheci o movimento através do Mr Money Mustache (MMM daqui em diante). O MMM atingiu a independência financeira e saiu da vida corporativa aos 30 anos de idade, com o objetivo de ter mais tempo para cuidar do filho e trabalhar com o que amava, independentemente do quanto ganharia por mês. O mais surpreendente é que essa proeza foi alcançada sem ganhar na loteria ou uma herança milionária. Ele simplesmente criou um estilo de vida mais simples e começou a investir de 50% a 75% do salário todo mês. Em poucos anos (8 anos para ser exata), a renda dos investimentos dele já era o suficiente para cobrir suas despesas anuais e ele se aposentou. Eu resumi em um parágrafo a vida do MMM, mas se você se interessa por pessoas otimistas com a vida e que pensam fora da caixa, provavelmente vai amar ler todo o blog dele.

E foi através dele que eu conheci uma comunidade de pessoas que viviam de acordo com o que o MMM pregava. Essas pessoas estavam cortando os gastos radicalmente e alguns já se declaravam aposentados da vida corporativa. Para simplificar, os membros dessa comunidade criaram o movimento FIRE (de Financial Independence, Retire Early, que em inglês significa Independência Financeira, Aposentadoria Antecipada). 

Os FIRErs usam algo fantástico do capitalismo ao seu favor: a ideia de que dinheiro gera dinheiro, e então você pode colocar seu dinheiro para trabalhar por você e viver da renda dele. O objetivo final é se aposentar bem antes do que a maioria da sociedade. Para isso, os FIRErs mudam radicalmente sua relação com o dinheiro e passa a enxergar a vida de uma forma muito mais simples, o que permite que eles cortem seus gastos, aumentem sua renda e invistam de forma passiva. 

O movimento cresceu muito desde que o MMM lançou seu blog em 2011 e hoje em dia existem diversas abordagens FIRErs, o que dificulta um pouco sua definição em poucas palavras. Ainda assim, vou tentar descrever os principais pontos desse movimento maravilhoso e quem sabe, servir de porta de entrada, ou melhor porta de saída para a vida de muitos trabalhadores que sofrem a agonia pós-férias que eu já senti. 

Gastos: aprendendo a viver de forma frugal 

Se você ler diversos livros sobre felicidade, vai reparar que existe uma conclusão comum entre eles: dinheiro não traz felicidade. Dinheiro só traz conforto e a possibilidade de uma vida melhor até certo ponto. Mas se você está lendo esse artigo, com acesso a internet, um bom computador e pensando nas suas finanças, provavelmente já passou desse ponto. 

Infelizmente existem marketeiros ultra inteligentes que cercam nossa vida de anúncios que dizem que é sim possível comprar felicidade. E cabe a nós fazer o exercício de nos educarmos sobre o que nos faz realmente feliz. Quanto mais você ler sobre felicidade, quanto mais você valorizar os seus relacionamentos, quanto mais você for dono do seu tempo, mais você aprende sobre essa verdade tão linda e secreta. A nossa alegria não vem dos gastos. A gente precisa aprender a separar essas duas coisas. 

E é por isso que o caminho principal para a vida FIRE vem dos gastos, e não da renda. Sim, sua renda pode subir, mas isso está menos no seu controle do que os seus gastos. Afinal de contas você teria que convencer seu chefe e todo o departamento do RH da sua empresa para ganhar um aumento de R$100 por mês, mas consegue cortar R$100 da conta da TV a cabo com apenas uma ligação. 

Quase todo mundo tem uma gordura para cortar nos gastos mensais. Em geral, os FIRErs costumam começar cortando os gastos que parecem essenciais a primeira vista mas não são: TV a cabo, assinaturas inúteis (você não precisa de todos os serviços de streaming), mensalidade da academia (hoje em dia é perfeitamente possível malhar de graça no parque ou em casa), carro novo. Aliás, o meio de transporte favorito dos FIRErs é a bicicleta, que é bom para a saúde, para o meio ambiente e ainda te ajuda a poupar dinheiro. Um combo perfeito!

Depois de cortar esses gastos que são supérfluos para a maioria das pessoas, o próximo passo é fazer um pente fino mais personalizado. Para isso basta verificar como foram seus gastos nos últimos 3 meses e categorizá-los. Depois olhe bem para eles e pense quais gastos são essenciais para você. É só esses que você deve manter. Os demais você deve reduzir ou até mesmo eliminá-los de vez, sem medo. Se você sentir que sua vida piorou depois que você cortou esses gastos, tudo bem voltar a tê-los. O importante é otimizar a relação custo-benefício do seu padrão de consumo. 

É só esses que você deve manter. Os demais você deve reduzir ou até mesmo eliminá-los de vez, sem medo. Se você sentir que sua vida piorou depois que você cortou esses gastos, tudo bem voltar a tê-los. O importante é otimizar a relação custo-benefício do seu padrão de consumo. 

Lembre-se sempre: a vida FIRE não é uma vida de privação. Se você se sente assim no processo, então está fazendo da forma errada. A maioria das pessoas que desistem ou criticam o movimento FIRE são pessoas que foram ao extremo, e cortaram inclusive gastos que eram importantes para ela. Eu adoro a frase de que você pode comprar qualquer coisa, mas não todas as coisas. Por isso eu reforço, faça um processo de autoconhecimento com seus gastos, mantenha aquilo que faz sentido e elimine o resto. Assim você não sentirá que leva uma vida de privação, mas sim que você leva uma vida maravilhosa ruma a independência financeira. 

Uma das filosofias preferidas dos FIRErs é o estoicismo, que pregam que a gente tem que aprender a curtir as pequenas dificuldades da vida, que é isso que dá sentido à nossa existência. Nós vivemos numa sociedade cheia de comodidades, mas estamos cada dia mais depressivos. A filosofia estóica prega que se você incluir formas de se desafiar todos os dias, você passa a se acostumar com as pequenas dificuldades e fica mais preparado para enfrentar um grande problema quando ele surgir. Por exemplo, ter menos roupas no seu armário, ter que caminhar para algum evento social ou aprender a se entreter com um livro ao invés da TV a cabo. Isso nos deixa mais fortes, enquanto a comodidade nos deixa mais fracos. É contra intuitivo, eu sei, mas tente dar uma chance aos ensinamentos de uma filosofia que existe há alguns séculos. 

Para mim, esse é o principal foco do movimento FIRE: levar uma vida simples e maravilhosa, gastando dinheiro apenas com aquilo que é importante para você e recebendo muito tempo de volta! 

Renda: busque o seu potencial máximo

Um dos aspectos que eu mais gosto do movimento é a autoconfiança dos membros da comunidade. Em geral os membros pregam que se você chegou até aqui, se está interessado em uma vida FIRE, então provavelmente é competente o suficiente para aumentar a sua renda. 

Você pode fazer isso de duas formas: a primeira é negociando um salário melhor na sua atividade principal e a segunda é começar um trabalho paralelo, algo que te renderá uma grana extra. 

Para mim foi um choque quando comecei a trabalhar e descobri que pessoas que desempenham a mesma função não são pagas da mesma forma. Sim, o mundo é injusto. E cabe a você lutar pelo seu preço justo. Comece a falar sobre salário com os seus colegas, faça entrevistas em outras empresas e descubra seu valor de mercado. A gente tem receio de falar sobre dinheiro com outras pessoas, inclusive com amigos próximos, e isso só nos prejudica. Procure ser muito bem informado sobre o seu valor e se existe alguma forma de aumentar seu salário. Assuma mais responsabilidade, faça cursos, ou simplesmente mude para uma empresa ou setor que remunere melhor o seu tipo de qualificação. E sempre que sentir que está sendo bem avaliado e que a empresa está crescendo, peça um aumento para o seu empregador atual. Se você digitar no Google “estratégias para pedir aumento” vai ficar surpreso com as técnicas que existem e que podem te ajudar a ganhar um aumento hoje. 

Outro passo para aumentar a renda é arranjar formas de ganhar uma graninha extra. Venda os objetos que você não usa mais em sites como OLX, Repassa ou Enjoei. Ofereça consultoria para amigos e familiares no seu ramo de atuação. Dê aulas sobre algum assunto que você domina. Essas fontes de renda extra além de ajudarem a antecipar sua aposentadoria ainda contam com um benefício extra. Talvez você descubra um trabalho paralelo que é muito mais prazeroso e até mesmo mais vantajoso financeiramente que a sua atividade principal. E isso pode ser uma ótima forma de ocupar seu tempo durante a aposentadoria! 

Investimentos: a forma mais eficiente

A estratégia de investimentos preferida dos FIRErs é bem simples: investir em índice. Ou seja, nada de comprar ações individuais da Apple, ou Facebook, ou qualquer grande empresa da atualidade. Ao investir em índice você compra todas as ações das maiores empresas de uma só vez, que são atualizadas automaticamente. E eles também são adeptos da famosa estratégia de buy-and-hold (comprar e manter em inglês). Ou seja, não tentam comprar na baixa e vender na alta, o que é basicamente impossível de fazer. Eles defendem comprar um índice de ações com o dinheiro que sobrou no mês (que lembre-se, para a comunidade FIRE isso é entre 50-75% do seu salário), e quando finalmente tiver aposentado vender apenas 4% todo ano para pagar as suas despesas. Nunca vender para tentar operar o mercado. NUNCA.  

Eu consegui resumir a estratégia de investimentos do movimento FIRE em apenas um parágrafo. Isso só reforça o quanto é uma estratégia extremamente simples. E o mais interessante: é uma estratégia altamente eficiente em termos de retorno versus risco, como comprovada por diversos estudos.

Quando o seu objetivo é viver da renda dos seus investimentos, então um dos principais fatores para a sua escolha de investimento é a previsibilidade. É impossível prever se comprar ações da Petrobras vai te gerar renda o suficiente para os próximos 50 anos de aposentadoria. Empresas vão à falência. Mas é perfeitamente possível imaginar que o capitalismo vai continuar sendo a forma de organização econômica da nossa sociedade nos próximos anos e que investir em todas as maiores empresas do mundo é uma boa forma de garantir renda durante sua aposentadoria. E é isso que você faz quando compra um ETF de S&P por exemplo, sem tentar acertar a hora certa do mercado. 

Como a maioria dos membros da comunidade vivem nos EUA, e lá os juros são bem baixos, investir em renda fixa não é uma opção. Mas para nós, brasileiros, eu recomendo uma estratégia mais diversificada. Misturar o S&P (o índice de bolsa americano) com um pouco de renda fixa no Brasil.

Aposentadoria: o pote de ouro

Ter um emprego hoje em dia significa sacrificar pelo menos 40h por semana a ele, especialmente quando você trabalha com algo que não gosta. Muita gente passa os dias preso em burocracias e processos anti-humanos por conta de um emprego que paga um bom salário no final do mês, desempenhando atividades que às vezes só servem para satisfazer o ego do seu chefe. E isso faz com que toda a sua energia criativa fique comprometida com o seu trabalho. 

Mas quando você se livra dele, algo mágico acontece. De repente você tem 40h a mais por semana para se dedicar a aquilo que te faz feliz. E se ainda por cima você não precisar mais se preocupar com dinheiro, é aí que a vida fica realmente interessante. Você desenvolve habilidades, começa a criar coisas que jamais teria imaginado, e passa a ter tempo para aprender algo que te interessa, independente do retorno financeiro disso. 

E essa é a chave da alegria da vida FIRE. Quando você atinge a aposentadoria, isso significa que você não precisa parar de trabalhar. Como o objetivo é antecipar a aposentadoria, provavelmente você ainda será muito jovem e estará cheio de energia. E é anti-humano ser improdutivo. A gente ama produzir e gerar um retorno para a sociedade. Só que agora você pode fazer o que quiser com o seu tempo sem se preocupar se terá dinheiro para pagar as contas no final do mês. Não é maravilhoso?

E é por isso que aposentadoria é um termo polêmico entre os FIRErs. Muita gente pensa que estar aposentado significa não fazer mais nada de produtivo na vida e viver apenas para lazer. E isso não poderia estar mais distante da realidade de um FIRE. Se preferir (como às vezes eu prefiro) use o termo independência financeira. Ou seja, a renda dos seus investimentos é mais do que suficiente para pagar suas despesas mensais e você poderá desempenhar qualquer atividade que queira, independente se isso gere um ganho financeiro ou não. Isso significa que você terá tempo para fazer o que quiser, inclusive ficar de bobeira na praia se isso for o que te interessa naquele dia. 

O movimento FIRE mudou a minha vida. Desde que descobri sobre o movimento em 2015, minha vida ficou mais simples e feliz. Foi graças ao que aprendi com essa comunidade que eu atingi a minha independência financeira em 2021. Desde então, eu dedico meu tempo a apenas coisas que me interessam, dentre elas esse blog que tem como principal objetivo compartilhar os ensinamentos da comunidade FIRE e colocar mais pessoas no caminho da liberdade financeira. 

14 respostas

  1. Oi, aposentada! Mais um excelente post, obrigado!

    Queria retomar um tema que cheguei a comentar em seu post anterior e que você me respondeu, a respeito do título do tesouro renda+.

    Você havia mencionado a possibilidade do título só render ipca na fase de amortização e não ipca + x%. Fazendo minha pesquisa no site do tesouro, cheguei a um post de blog que afirma que o valor segue sendo corrigido por ipca + x% durante a fase de amortização também, conforme o seguinte trecho:

    “No Tesouro RendA+ há um fluxo específico que facilita o planejamento de uma aposentadoria complementar. Você investe hoje e não receberá nenhuma parcela por um tempo, que é o período de acumulação. Nesse tempo, os rendimentos são acumulados. Depois de uma certa data (de aposentadoria), em vez de receber tudo em uma única parcela (como faz o Tesouro IPCA+), você garante que vai ter uma renda mensal por 20 anos. É o que mostra a próxima figura. Importante: as parcelas ainda não recebidas continuam rendendo juros e atualização pela inflação até o último pagamento.”

    Segue o link original:

    https://www.tesourodireto.com.br/blog/planeje-a-sua-aposentadoria-complementar-com-o-tesouro-renda.htm

    Dado que não há esse obstáculo, o que pensa da disponibilidade desse título para a comunidade FIRE brasileira?

    Eu vejo bastante valor nesse título atualmente, como já havia adiantado no outro post. Duas razões principais (apenas recapitulando):

    – Possibilidade de adquirir uma duration muito longa com juros reais em níveis muito bons atualmente. Atualmente, o tesouro só oferece título até 2045 sem juros semestrais, já esse novo permite que haja amortização apenas em 2065.

    – Não pagamento de taxas por muitos anos, permitindo que a bola de neve dos juros compostos floresça em pleno potencial.

    Eu tinha ficado preocupado com a sua observação de que não renderia ipca + taxa na fase de amortização, mas, agora que me parece confirmado não ser assim, já estou animado para investir nesse título ( ipca + 6,4% até 2085? sign me up!).

    O que acha sobre esse novo título? Se mais alguém que lê os comentários puder opinar, também sou grato!

    1. Oi HMPM!

      Obrigada por enviar essas informações. Se o dinheiro continua rendendo durante os 20 anos de pagamento de renda, aí realmente parece um instrumento bom.

      Como eu disse, gostei muito do produto, principalmente porque facilita muito as contas das pessoas que não entendem. Talvez o único defeito agora é que você só recebe renda depois de 20 anos, rs, e eu gostaria que as pessoas se aposentassem com bem menos tempo de contribuição.

      Mas para compor carteira e principalmente esse aspecto da duration, é excelente. Para quem tem como base a regra dos 4%, receber 6,4% de juros real até 2085 é maravilhoso! Eu nunca deixei de ter Tesouro Direto na minha carteira por conta disso. Mesmo com CDBs pagando bem mais, parecia interessante travar juros alto por um período mais longo com o TD.

      Vou pensar em fazer um post sobre o tema e quem sabe estimular o debate. Vai que tem mais algum aspecto positivo ou negativo que estamos negligenciando né?

      Abs!

  2. oi AP30

    Só vejo pessoas que estão bem financeiramente falar que dinheiro não trás felicidade.
    Pega uma pessoa que falta o básico pra ela, e lhe dá condições financeira. Poder comprar um remédio para os filhos, dar uma boa educação etc…. Com certeza será uma pessoa mais feliz. E se tiver aquele sentimento de gratidão então.!
    Quando consegui comprar um titulo de um clube pra minha família, vc não imagina a felicidade disso. Até hj curtimos muito e somos muito felizes por isso. e lá se vão mais de dez anos.

    Existem estudos que tratam desse tema. que dinheiro trás felicidade. Mas o que eles falam é que trás felicidade até determinado ponto. Depois que vc tem uma vida confortável, ter mais dinheiro não te deixará mais feliz na mesma proporção.

    o que mais gosto no movimento fire é a vida frugal. pra mim é dificil desapegar de carro. o troço que gasta mas ao mesmo tempo uma satisfação em dirigir. Mas aquilo que vc falou, vc pode comprar qq coisa, mas não todas as coisas. Veja aquilo que te deixa feliz e invista nisso! Com prudência é claro.

    Obrigado pelo post!

    1. Oi Paulo!

      Sem dúvidas. O dinheiro aumenta o nível de bem estar das pessoas. Mas só até certo ponto! E é por isso que eu acho um tema importante a ser falado. As famílias mais ricas do Brasil estão poupando apenas 8% da renda delas! Esse dado veio de um estudo realizado pelo Banco Central. É muito pouco!! E é por isso que eu acredito que as famílias com mais condições estão presas nessa corrida de ratos e porque eu acho interessante ter esse blog.

      Carro é um belo gasto mesmo. Estou feliz sem ele. Tenho uma amiga que diz que sente que trabalha para pagar o carro! É uma conta que dificilmente fecha, ainda mais em cidades grandes com transporte público de qualidade, como é o caso de São Paulo!

      Abs

  3. Algo interessante no movimento FIRE nos EUA é a interação que existe entre a comunidade – promovem encontros presenciais e coisas do tipo. Deve ser interessante fazer parte de um grupo e poder falar sobre esse universo, principalmente no PÓS-FIRE. Mas por questões de segurança encontros assim são bastante improváveis por aqui. Abraços!

    1. Olá!
      Também acho que ter uma comunidade empenhada ajuda muito. E é por isso que eu mantenho esse blog. Sentia falta de uma comunidade mais atuante aqui no Brasil. Meu sonho é quem sabe chegar a ter um QG da Aposentada aos Trinta assim como o Mr Money Mustache. Acho que não custa sonhar (e tentar) ;)

  4. Seu blog é simplesmente nota 10 com louvor. Eu tbm depois que descobri o movimento FIRE o véu foi tirado dos meus olhos e assim vivo a minha economia para o atingir minha meta de vida, e como é bom medir nossos gastos, receitas, aportes etc. No fechamento de 2022 notei que meu desempenho foi pior que 2021, esse ano tenho que apertar o cinto.

    Último ponto: senti falta de você mencionar a Muquirana que foi uma super companheira de jornada. Tenho muuuuuuuuita admiração por ela tbm. A propósito você tem contato com ela ? Se sim, como ela está ?

    1. Oi Suzana!

      Eu tb sinto prazer em medir fontes de receitas e gastos, e comparar minha evolução. O que eu reparei nesses últimos anos é que nos anos que eu vivi mais alinhada comigo mesma (principalmente o ano de sabático), os gastos foram menores. Ainda quero escrever sobre isso! Mas é como eu me sinto!

      A Muquirana está ótima! Ainda somos boas amigas ;) mas vou deixar para ela ter a liberdade de querer dar notícias ou não! Quem sabe um dia ela não faz um post de convidada aqui pro blog!

      Abs

  5. Gosto da ideia de diversificar bastante entre empresas, fiis, reits e ETFs formando seu próprio índice. O imbróglio é escolher a corretora Internacional. Concentro ainda no ivvb11 para aplicação no exterior pela simplificação. Vc usa alguma plataforma internacional? Indica alguma com suporte em português?

  6. Bastante utópico em um país onde temos fila do osso. Mas enfim, bom para quem pode, agora viver maravilhosamente sem gastar dinheiro nao existe, a menos que seja um Hippie!

  7. Obrigado por compartilhar conosco suas experiências. Tem me ajudado a cada dia a tomar a minha decisão de que está na hora da minha tão sonhada independência financeira. Afinal, são 7 anos de muita luta e tenho esperança, que este ano será o ano! Mais uma vez, obrigado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *